Microsoft confunde usuários sobre upgrade grátis do Windows 10

A Microsoft liberou uma nova publicação em seu site oficial que dava a entender que qualquer um poderia ter acesso ao Windows 10 gratuitamente. Bastaria ter instalado e testado a versão de Preview do Windows 10, que a versão final chegaria como uma atualização comum.

Porém, uma alteração silenciosa no post em que fez o anúncio oficial da promoção gerou confusão e especifica que o upgrade só poderá ser feito por usuários de versões genuínas.

A alteração no post dá a entender que, mesmo tendo baixado e testado a versão de testes do Windows 10, se esse usuário possuir uma versão não registrada, ele não poderá fazer o upgrade para a nova versão do Windows utilizando a plataforma pirata. O mesmo vale para os demais usuários que burlam o sistema de registros do sistema operacional em todo o mundo.

Entretanto, o executivo da Microsoft Gabe Aul continua afirmando que qualquer pessoa pode migrar para o Windows 10 legal e genuinamente. Para isso, basta instalar a build 10130 da versão de testes, fazer o login com uma conta ligada ao programa Insiders do Windows 10 e atualizar para a edição final do software quando estiver disponível. Ao fazer isso, você se manterá genuíno com o W10 e poderá reinstalar o sistema quantas vezes preferir.

O blog da Microsoft diz que quem for um Insider continuará recebendo atualizações do sistema mais rápido que os demais usuários mesmo depois do lançamento do Windows 10. No entanto, a empresa também afirma que qualquer um pode abandonar o programa de testes a qualquer momento.

Fonte: Olhar Digital