Microsoft perde disputa judicial e terá de mudar nome do serviço SkyDrive

A Microsoft terá de renomear seu serviço de armazenamento na nuvem SkyDrive após ser derrotada em uma disputa judicial no Reino Unido contra a empresa de transmissão local British Sky Broadcasting.

A British Sky entrou na justiça inglesa contra a Microsoft em 2011, argumentando com sucesso que a parte “Sky” do seu nome poderia ser confundida com o próprio SkyDrive, da Microsoft, e que o uso do nome SkyDrive pela empresa de Redmond violava os direitos autorais da marca “Sky”.

No último mês de junho, a Microsoft foi derrotada na Inglaterra e País de Gales, além de perder a apelação do caso.

Para a Microsoft, a perda do caso terá consequências financeiras, uma vez que a empresa será forçada a refazer e escrever materiais promocionais que estavam cada vez mais focados em mostrar o SkyDrive como a “cola” que junta todos os serviços de software da empresa. A Microsoft não disse quanto isso vai custar, mas provavelmente vai fornecer uma conta posterior, caso a quantia seja significativa.

A British Sky disse que o acordo também inclui “termos financeiros”, o que sugere um acordo financeiro. No entanto, a Microsoft terá permissão para usar o nome SkyDrive por um “quantidade razoável de tempo”, afirmou a companhia britânica em um comunicado.

Pelo seu lado, a Microsoft pareceu feliz por deixar o assunto para trás. “Estamos felizes de ter resolvido a disputa pelo nome, e vamos continuar a entregar o ótimo serviço que os nossos milhões de usuários esperam, fornecendo a melhor maneira para sempre ter seus arquivos com você”, afirmou a empresa de Redmond em um comunicado. Representantes da fabricante do Windows se recusaram a fazer mais comentários sobre o assunto.

Não é a primeira vez
Essa não é a primeira que a Microsoft precisa mudar o nome de um serviço conhecido por causa de uma disputa judicial. Recentemente, após promover o esquema de design “Metro” no Windows 8, a companhia foi então processada pela empresa alemã Metro AG, também por violação de marca registrada, e teve de iniciar silenciosamente a mudança de descrição do recurso, de “Metro” para palavras como “Modern” ou apenas “Windows 8”.

Fonte: http://idgnow.uol.com.br