Moto Z Play oficializado com Snapdragon 625

A Lenovo finalmente levantou o pano sobre as especificações do Moto Z e não são muito diferentes do que surgiu no Antutu, no entanto parece que a Lenovo também lançou a versão Moto Z Play, que será a versão intermédia da família Z. No dia 14/04/2016 a Lenovo tem agendado um evento da Motorola em São Paulo, onde provavelmente um novo smartphone será anunciado para o público brasileiro. Veja algumas especificações logo abaixo:

Tela

Equipado com uma tela Super AMOLDED 5.5 com Gorilla glass mas com uma resolução de FULL HD 1080p, que é inferior aos seus irmãos mais velhos, com 3 GB de RAM, podemos contar com as versões de 32GB/64GB que podem ser expansíveis até 2 TB via micro-SD.

Câmera

Já no departamento da fotografia o Moto Z Play vem equipado com um sensor de (16MP f/2.0) que é maior que o Moto Z, mas peca por não ter estabilizador de imagem.

CPU

Com o processador Snapdragon 625 com uma velocidade de 2.0GHz por debaixo da “carroceria” este processador não é tão “esfomeado” como o dos seus irmãos, e com uma Adreno 506 que não é tão ruim.

Moto Mods (Moto Snaps)

Já referente ao famosos pins do sistema modular da família Z, estes encontram-se presentes no Moto Z Play, o que irá permitir a troca do Moto Mods (Moto Snaps) entre ambos os equipamentos.

Bateria

Curiosamente algo que destaca o Moto Z Play dos seus familiares mais velhos é a sua bateria, equipado com uma bateria de 3510mAh face aos 2600mAh do Moto Z, e mais 10mAh do que o Moto Z Force.

Preço

O Moto Z Play será vendido inicialmente em exclusividade pela Verizon, como o novo integrante da família Droid, pelo valor de US$ 449 no modelo desbloqueado.

Este valor ainda tem a possibilidade de baixar nas próximas semanas, mas não há muitas maneiras de prever quanto seria o preço final no Brasil. E, claro, não temos nenhuma certeza de que este será mesmo o anúncio reservado para o dia 14.

Outros

Compatibilidade com o 4G LTE,  Android 6.0, dual nano-SIM, USB type-C port, sensor de impressão digital e ainda temos NFC.

Conclusão

Se combinarmos uma bateria maior, com um processador mais econômico, e ainda uma tela com menos resolução o que resulta em mais autonomia.Teremos uma forte concorrente a ser o smartphone mais econômico de 2016.

Sem contar com toda a otimização por parte da Lenovo, e o sistema TurboPower que consegue dar 9 horas de conversação em apenas 15 minutos.