Profissionais de TI são desvalorizados no Brasil, diz pesquisa

A SolarWinds, fornecedora de softwares avançados e acessíveis para o gerenciamento de infraestruturas de TI híbridas, anunciou nesta quinta-feira os resultados de suas pesquisas de valor do profissional de TI (Tecnologia da Informação), que não apenas demonstram o valor que esses especialistas proporcionam, mas revelam a oportunidade que líderes e usuários finais das empresas têm de manifestar a eles sua gratidão. As pesquisas foram conduzidas para promover o Dia do Profissional de TI, em 19 de outubro, uma data que comemora os profissionais de TI do Brasil e seu trabalho.

A finalidade das duas pesquisas, uma conduzida entre usuários finais e outra entre os próprios profissionais de TI, é dupla: primeiro, explorar as atitudes e opiniões dos usuários finais das empresas com relação aos profissionais de TI e à tecnologia a que prestam suporte, a fim de ressaltar o alto valor da profissão; e segundo, demonstrar o sentimento geral dos profissionais de TI de serem desvalorizados e destacar a oportunidade que os líderes e usuários finais das empresas têm de demonstrar maior gratidão como a comemoração do Dia do Profissional de TI.

“Os resultados das pesquisas demonstram que os líderes e usuários finais das empresas podem fazer muito mais para demonstrar aos profissionais de TI sua gratidão pelo valor que eles proporcionam à empresa”, conta Joel Dolisy, diretor de tecnologia da SolarWinds.

“A tecnologia de que dependemos para manter a empresa funcionando sem problemas é absolutamente essencial ao sucesso, mas o nível de reconhecimento e recompensa que os profissionais de TI recebem pelo papel que desempenham em possibilitá-la e prestar suporte a ela pode não corresponder a isso. Comemorar o Dia do Profissional de TI em 19 de outubro é uma excelente maneira de começar a compensar”, pontua.

Os principais resultados da primeira pesquisa, a que estuda a valorização do profissional de TI na perspectiva do usuário final brasileiro, aponta que a maior parte dos usuários finais (69%) concorda que a TI tem maior impacto em sua vida profissional no dia a dia do que a diretoria (que inclui CEO, diretor financeiro e diretor de marketing). Cerca de três quartos dos usuários finais (68%) atribui maior importância à tecnologia à qual os profissionais de TI prestam suporte no local de trabalho – como telefones, computadores e softwares – do que ao pessoal. Além disso, mais de quatro a cada cinco usuários finais (86%) indicam que a produtividade do trabalho é perdida sem a tecnologia à qual os profissionais de TI prestam suporte, sendo que mais de um terço (39%) afirma que um dia de trabalho exigiria um dia útil adicional ou mais para ser concluído sem essa tecnologia, e 7% diz que não seria possível realizar seu trabalho diário sem ela.

Quanto à segunda pesquisa, que avalia a valorização do profissional de TI, na perspectiva desses próprios profissionais, três a cada cinco profissionais de TI (62%) se sentem no máximo moderadamente valorizados por seus empregadores por sua contribuição única para a empresa, sendo que mais de um quarto (27%) sentem que são de apenas ligeiramente valorizados a nem um pouco valorizados. Quatro a cada cinco profissionais de TI (83%) sentem que merecem maior remuneração do que a que recebem atualmente, sendo que um terço (35%) afirma que acredita merecer pelo menos 21% a mais. E, por fim, a maioria dos profissionais de TI (61%) se preocupa com a estabilidade no emprego, sendo que quase metade (42%) sugere como um dos principais motivos o fato de que a liderança da empresa não entende a importância da TI.

Os resultados completos das pesquisas, bem como seu escopo e dados demográficos, estão disponíveis aqui.